Portugal: O que é preciso saber para trabalhar no país?

céu nublado com bandeira de Portugal em destaque

Já pensou em trabalhar em Portugal? Encontrar emprego pode ser complicado em qualquer país, nas atuais condições brasileiras muitas pessoas tem pensado em se mudar e começar uma vida fora. Portugal tem sido uma das primeiras opções levando em consideração o idioma e a atual circunstância econômica em ascensão do país.

As oportunidades de trabalho para estrangeiros existem e aqui vamos te contar o que é necessário para conseguir um trabalho em Portugal.

céu nublado com bandeira de Portugal em destaque
Foto por Luis Feliciano

Mercado de trabalho em Portugal para estrangeiros

Independente do modelo de trabalho que for; seja um nômade digital, um estudante procurando um trabalho temporário ou alguém que está se mudando para o país em busca uma carreira, existe um fator que deve ser levado em consideração antes de tomar essa decisão que é: a língua inglesa.

Portugal tem um mercado de trabalho diferente para quem fala o idioma português comparado com quem domina o inglês. Com seu crescimento econômico,  cada vez mais empresas estrangeiras tem buscado se consolidar no país, consequentemente a procura por trabalhadores que dominem o idioma.

Uma área em específico aberta a estrangeiros é TI e software. Lisboa em particular tem uma grande quantidade de vagas para desenvolvedores, nos últimos cinco anos a cidade se tornou um centro de startups, crescendo muito o número de empregos para estrangeiros em Portugal.

Além destas áreas em crescimento, o setor de hotelaria e turismo estão em constante expansão. Cidades como Lisboa, Porto e Algarve são centros turísticos que  geralmente abrem vagas para trabalhos em locais como: restaurantes, bares e hotéis.

Condições de trabalho e salário em Portugal

Em Portugal um trabalho em tempo integral equivale a cerca de 40 horas semanais, oito horas por dia. Atualmente o salário mínimo do país é de 665€ com base em 14 pagamentos por ano. No país o reajuste do salário mínimo é feito anualmente e em comparação com 2020 teve um acréscimo de € 30,00 e a expectativa é que, em 2023, seja de 750€ . Comparado aos demais países da União Europeia, é considerado um salário intermediário, longe de países que tem um valor base muito maior, como por exemplo, Luxemburgo e Irlanda que ultrapassam os 1.700€.

Pessoas com formação acadêmica superior ou técnica tendem a ganhar o salário médio, que em 2020 passou a ser de 1.266€.

O que é necessário para trabalhar no país?

Sendo brasileiro, existem duas opções para isso ocorrer. A primeira delas é através do visto de trabalho, o documento é omitido no Brasil e é essencial para viver e trabalhar legalmente no país, só pode ser solicitado pelos consulados de Portugal após já haver um vínculo empregatício em Portugal.

Além do visto de trabalho existe outras duas categorias de visto, são elas:

  • Tech Visa: focado em trabalhadores da área de tecnologia
  • Visto D2: focado em empreendedores e freelancers

A Segunda opção na qual o visto deixa de ser necessário é tendo a cidadania europeia, ter cidadania de qualquer país membro da União Europeia permite que o estrangeiro viva legalmente no país.

Como conseguir emprego em Portugal?

Como existe a necessidade de arranjar um emprego aqui no Brasil para conseguir tirar o visto de trabalho, a internet passa a ser a maior aliada. Abaixo temos algumas opções que podem te ajudar nesse processo:

Como o Linkedin é atualmente a maior rede social focada na carreira profissional, é importante que você esteja sempre atualizado na plataforma.

Se tratando de currículo, adaptar-se ao modelo mais utilizado na Europa é importante para que sua avaliação seja bem vista nos processos seletivos pelas empresas do país. Por isso é importante que seu Europass esteja sempre atualizado.

Áreas geralmente preenchidas por brasileiros

As possibilidades para brasileiros em solo lusitano podem ser inúmeras, isso pode variar de acordo com a experiência na área e com a sua formação acadêmica. Mas através de uma ótica mais realistas, a maior parte das vagas engloba trabalhos que não requerem ensino superior. Os cargos que exigem um nível superior geralmente são preenchidos pelos próprios portugueses, o que faz com que brasileiros sejam mais visados em áreas como o comércio, por exemplo.

Além disso, uma área de grande destaque é a de saúde, especialmente os dentistas. Vale ressaltar que é necessário validar o diploma em Portugal para exercer a profissão no país.

O Brasil tem um forte mercado na área de estética, e como o país é referencia por esse tipo de serviço, são muito procurados os profissionais da área para salões de beleza, maquiagem, depilação, manicure.

Outras funções que brasileiros costumam preencher por lá são referentes a atendimento, como por exemplo: recepcionista ou garçonete. Essas vagas tendem a ser preenchidas principalmente nas grandes cidades e regiões turísticas.

casal comprando garrafas de vinho sendo atendidos por uma balconista
Foto por Christiann Koepke

Modalidades contratuais portuguesas

Portugal adota duas modalidades de contratos distintas, sendo elas:

  • contrato de trabalho
  • recibos verdes, como autônomos ou trabalhadores independentes.

Contrato de trabalho equivale à um vinculo de carteira assinada que conhecemos no Brasil. Podendo ser um contrato a termo certo, onde é pré definido o tempo de validade contratual variando geralmente de seis meses ou um ano, ou até mesmo ser um contrato sem termo, não tendo um prazo para acabar.

Isso abrange também a responsabilidade da empresa pela maior parte dos encargos do trabalhador, assim como seus benefícios. Já o trabalhador cumpre os horários e rotina estabelecidos.

Recibos verdes são equivalentes aos trabalhadores autônomos que conhecemos por aqui, o próprio trabalhador arca com o valor da segurança social, fica responsável pela sua produtividade e horários. Porém não ter um contrato de trabalho faz com que direitos como férias, salário fixo e subsídio desemprego sejam inexistentes.

 

 

 

 

 

 

.

 

 

2 thoughts on “Portugal: O que é preciso saber para trabalhar no país?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *