Programação para mulheres: 6 projetos que oferecem oportunidades e cursos

programação para mulheres: mulher trabalhando com programação em seu desktop

Devido a falta de incentivo e ao preconceito mulheres em áreas de TI são minorias nos dias atuais. Cursos de programação para mulheres são oferecidos por projetos criados com o objetivo de diminuir a disparidade de gênero e dar oportunidades no mercado de trabalho.

Apesar da área ter sido desenvolvida com base no conhecimento e descoberta de muitas mulheres, hoje em dia representam apenas 20% no mercado de trabalho. De acordo com o portal especializado em tecnologia “TrustRadius”, 72% das equipes de tecnologia do mundo possuem uma proporção de uma mulher para cada dois homens. Outros 26% das equipes possuem a proporção de cinco funcionários para cada funcionária. A pesquisa conclui também que, durante a pandemia, elas tem quase duas vezes mais chances de serem demitidas que os homens.

Porém o cenário atual desfavorável e as dificuldades enfrentadas pelas mulheres não impediram o aumento de candidaturas de mulheres para vagas de TI. De acordo com o BNE ( Banco Nacional de Empregos) apenas no mês de janeiro houve um crescimento de 116%. Já numa soma dos cinco primeiros meses deste ano, 12.716 profissionais se candidataram a vagas de tecnologia no Brasil contra 10.375 no mesmo período do ano passado.

Este aumento se deve muito à esses projetos que criam oportunidades e incluem diversidade através da educação. Nesse artigo conheceremos alguns desses projetos que oferecem cursos de programação para mulheres.

programação para mulheres: mulher trabalhando com programação em seu desktop
Foto por Nicole Wolf

Quais são os projetos que oferecem cursos de programação para mulheres?

Citaremos abaixo alguns desses importantes projetos. Alguns deles sem vagas abertas no momento, entretanto, vale a pena ficar atento para futuras novas oportunidades.

PrograMaria

Formado por grupo de mulheres com interesse em aprender a programar, hoje encoraja e empodera mulheres na área de tecnologia. Entre suas diversas opções a plataforma oferece o curso online de programação para mulheres de introdução à programação com foco em desenvolvimento web, e ensina os conceitos de HTML, CSS, JavaScript e Lógica de Programação.

reprograma

A reprograma é uma iniciativa de impacto social com foco em ensinar programação para mulheres cis e trans que não tem recursos ou oportunidades para aprender a programar. Além de cursos oferecidos também tem outros projetos que abrem portas a discussões, ensinamentos compartilhados e artigos que oferecem conteúdos e informações valiosas para mulheres com foco em programação.

#minasprogramam

Oferecendo cursos de programação para mulheres, oficinas, treinamentos e debates gratuitamente, o projeto que surgiu com objetivo de desconstruir os estereótipos de gênero e raça nas áreas de tecnologia oferece diversas oportunidades para meninas e mulheres que desejam começar a programar mas não sabem por onde começar.

Laboratória

Fundada no Peru em 2014 e atualmente atuante também em países da América latina como: Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru, a Laboratória oferece cursos de programação para mulheres aprimorarem suas habilidades e entrarem no mercado de tecnologia. No Brasil é vista como fonte de talentos, mais de 90% das mulheres entraram no mercado logo após sua capacitação. Apesar de não conter inscrições abertas no momento, vale a pena ficar atenta para as próximas.

Meninas Programadoras

Oferecendo curso para mulheres que estão cursando ou finalizaram recentemente o ensino médio, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, tem como objetivo o incentivo de mulheres nas áreas de tecnologia relacionadas a computação. O projeto Meninas Programadoras ensina gratuitamente e de forma remota, com direito a certificado de conclusão de curso, introdução à programação. Abrindo inscrições a partir do dia 09/01/2022 para a turma cinco do curso e com aulas começando a partir de fevereiro.

Quero ser programadora

Em união com o projeto ElasProgramam, a Quero ser programadora lança o curso básico de lógica de programação com Python, exclusivo para mulheres. O projeto tem como objetivo ensinar programação para mulheres em um ambiente seguro e acessível. O curso começa dia 25/01/2022 e serão realizados online através da plataforma sympla e emite certificado de conclusão após o término.

programação para mulheres: tela de programação
Foto por Ferenc Almasi

 

 

 

 

 

One thought on “Programação para mulheres: 6 projetos que oferecem oportunidades e cursos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *