Trabalhar no Canadá: o que é necessário?

Trabalhar no Canadá já está nos planos de muitos brasileiros, o país oferece inúmeros motivos para isso: excelente qualidade de vida, educação, uma enorme diversidade cultural e grandes perspectivas relacionadas a trabalho.

Dois fatores importantes devem ser levados em consideração antes de colocar em prática a mudança ao país, além da documentação necessária é recomendado ter um bom nível de inglês (neste link nós separamos algumas dicas de cursos para você se preparar), ou até mesmo francês (no caso de Quebec).

foto de uma cidade do Canadá, com a bandeira do país em destaque
Foto por Sebastiaan Stam

Como trabalhar no Canadá?

O Canadá tem uma crescente demanda por profissionais qualificados em diversas áreas, e tendo isso em vista é necessário passar por um processo imigratório para chegar ao país.

Para trabalhar no Canadá é necessário obter a permissão de trabalho, o Work Permit. Existem algumas formas de conseguir a permissão, entre elas, obtendo um visto de residência permanente, conseguindo um diploma através de uma instituição credenciada ou tendo uma oferta de trabalho por uma empresa canadense.

Residência permanente (PR)

Permanent Residency, o visto que garante a permanência e o direito de trabalhar no Canadá passa por um processo imigratório complexo e competitivo através do mais conhecido programa de imigração canadense, o Express Entry, criado em 2015 pelo governo. O Express entry, visa trazer imigrantes qualificados para trabalhar no Canadá baseados nas suas habilidades e capacidade de contribuir para a economia do país. Pessoas do mundo inteiro criam um perfil na plataforma online e com base em informações como, experiência profissional, formação, idade e proficiência no idioma inglês ou francês uma pontuação é criada para saber quem é elegível para fazer parte do programa.

Outra maneira de pontuar para ser elegível é através dos programas provinciais, Provincial Nominee Programs, que individualmente buscam os profissionais qualificados para a província em questão, cada uma das 10 províncias canadenses tem suas próprias regras e necessidades particulares podendo assim se interessar por um perfil em especifico. Caso selecionada, a pessoa receberá uma Notificação de Interesse terá alguns dias para enviar um formulário completo ao governo provincial. Se após esse processo a província decidir realizar a indicação para residência permanente você recebe 600 pontos ficando mais próximo de fazer parte do Express entry.

No processo imigratório para profissionais formados fora do Canadá, é necessário validar seus diplomas dentro do país para poder exercer a profissão através da National Occupational Classification (NOC).

Diploma através de instituição credenciada (PGWP)

Post-Graduation Work Permit, é um programa para estudantes estrangeiros que já se formaram no ensino superior em uma instituição credenciada e pretendem trabalhar no Canadá em um formato similar ao estágio que conhecemos no Brasil.

Os requisitos para se candidatar ao programa são: ser maior de 18 anos, ter feito um curso em período integral com duração de no mínimo 8 meses, apresentar um documento de conclusão de curso, ter se graduado em uma instituição credenciada ao programa e por fim se candidatar ao programa em até 180 dias após a conclusão do curso.

Esse visto é válido de um a três anos, variando de acordo com o período de duração dos estudos e permite que a pessoa trabalhe até 20 horas semanais, seguindo rigorosamente as regras do PGWP. Podendo favorecer em um futuro pedido de residência permanente.

Para permanecer no país para estudar por mais de seis meses é necessário um visto de estudos, neste caso um visto de turismo é suficiente.

Recebendo uma oferta de trabalho (LMIA)

Outra forma de conseguir um Work Permit para trabalhar no Canadá é através de uma oferta de trabalho em uma empresa canadense. As empresas canadenses que comprovam ao governo que não encontraram nenhum canadense ou residente permanente qualificado para preencher a vaga usam o Labour Market Impact Assessment (LMIA), na qual após uma avaliação é permitido que a vaga seja divulgada.

O visto de trabalho é diretamente vinculado ao empregador, tornando possível a estadia no país enquanto o contrato empregatício durar.

O governo Canadense possui um site próprio onde são divulgadas ofertas de trabalho, médias salariais, dados sobre o mercado de trabalho no Canadá, o Job Bank, através dele o processo para encontrar o emprego pode ser facilitado.

trabalhar no Canadá: grupo de pessoas dentro de uma sala trabalhando em seus notebooks
Foto por Unsplash

Profissões em alta para trabalhar no Canadá

Com a alta demanda por profissionais, a população local não consegue suprir a mão de obra. Por esse motivo uma variedade de oportunidades para estrangeiros surge no mercado, aqui listamos algumas delas:

  • Representante de vendas;
  • Contador;
  • Recepcionista;
  • Motorista;
  • Engenheiro elétrico;
  • Gerente de projetos de engenharia;
  • Analista de negócios;
  • Gerente de contas;
  • Engenheiro de software;
  • Recrutador;
  • Enfermeiro.

Qual o salário mínimo no Canadá ?

No Canadá, o salário mínimo é medido por horas, em inglês chamado de “minimum wage”. Variando de acordo com a província do país e ficando em uma média de CAD$14 dólares canadenses, por hora.

Confira o valor por província:

  • Alberta: CAD$ 15,00 por hora
  • Columbia Britânica: CAD$ 15,20 por hora
  • Manitoba: CAD$ 11,90 por hora
  • New Brunswick: CAD$ 11,75 por hora
  • Terra Nova e Labrador: CAD$ 12,50 por hora
  • Territórios do Noroeste: CAD$ 13,46 por hora
  • Nova Escócia: CAD$ 12,95 por hora
  • Nunavut: CAD$ 16,00 por hora
  • Ontário: CAD$ 14.25 por hora
  • Ilha Príncipe Edward: CAD$ 13,00 por hora
  • Quebec: CAD$ 13,50 por hora
  • Saskatchewan: CAD$ 11,45 por hora
  • Yukon: CAD$ 13,85 por hora

Províncias como Alberta, Columbia, Ontário  e Nunavut são financeiramente mais atrativos e acompanham o custo de vida local. Utilizando como exemplo Ottawa (Ontário), que possui um salário mínimo de CAD$ 14,25 a hora, calculamos que uma pessoa que trabalha 40 horas semanais terá ao fim desse período CAD$ 570, o que significa que totalizaria CAD$ 2.280 no fim do mês.

Quais cidades tem mais ofertas de emprego?

As preferências para morar e trabalhar no Canadá entre os brasileiros de modo geral são: Vancouver, Toronto, Calgary e Montreal, por corresponderem as expectativas de qualidade de vida e com uma boa demanda de empregos.

Porém, outras cidades fora dos grandes centros urbanos com baixa taxa de desemprego e alta taxa de empregabilidade podem ser boas opções para se levar em consideração:

  • Guelph, em Ontário;
  • Regina, em Saskatchewan;
  • Moncton, em New Brunswick;
  • Vancouver, na Colúmbia Britânica;
  • Edmonton, em Alberta;
  • Kingston, em Ontário;
  • London, em Ontário;
  • Winnipeg, em Manitoba.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *